Conteúdo para toda família

 

CARLOS AUGUSTO E SUA GESTÃO FRENTE

A COOXUPÉ

 

Durante a Assembleia Geral Ordinária, os cooperados também elegeram os novos membros para os Conselhos de Administração, Fiscal e, consequentemente, a nova diretoria dos próximos quatro anos. A presidência passa a ser assumida por Carlos Augusto Rodrigues de Melo, que atuou como vice nas gestões anteriores. Ao seu lado, está Osvaldo Bachião Filho, de Nova Resende, que assume a vice-presidência.  Carlos Alberto Paulino da Costa, que presidiu a cooperativa por quatro mandatos consecutivos, passa a ser membro do Conselho de Administração da Cooxupé.

Carlos Augusto Rodrigues de Melo e Osvaldo Bachião Filho afirmam que os desafios da nova gestão é dar continuidade ao trabalho que já vem sendo realizado e que consolidou a Cooxupé como uma cooperativa de credibilidade junto ao mercado brasileiro e internacional. “Seguiremos com a nossa gestão estratégica e planejada para manter a nossa solidez no mercado e para gerar crescimento e novas oportunidades aos nossos cooperados”, afirmam.

Nascido em 1952, Carlos Augusto Rodrigues de Melo é da cidade de Cabo Verde (Sul de MG) e é cooperado da Cooxupé desde setembro de 1977. Sua atuação na cooperativa começou como membro do Conselho Fiscal em 1983, passando também pelo Administrativo e Consultivo até 2002. De 2003 até 2018, integrou a diretoria executiva junto com Carlos Paulino no cargo de vice-presidente.

Osvaldo Bachião Filho nasceu em 1975 e é cooperado desde 1994. De Nova Resende (Sul de MG), se tornou membro do Conselho de Administração da Cooxupé em março de 1999. Assumiu o cargo de diretor-administrativo da SMC Specialty Coffees (empresa da cooperativa focada em cafés especiais) em junho de 2016.

Carlos Alberto Paulino da Costa, então presidente, nasceu em 1939 e passou a ser cooperado da Cooxupé em 1970. Em 1974, integrou o Conselho Fiscal da cooperativa, passando também pelo Conselho de Administração entre 1987 e 1990. Foi vice-presidente na gestão de 1991 até 1999, assumindo a presidência da Cooxupé no ano de 2003, cargo liderado até o final do mandato de 2018. “Concluo esta etapa com a cooperativa muito feliz com os resultados que construímos ao longo de todos esses anos, compartilhando toda esta nossa trajetória com nossos cooperados e colaboradores, fundamentais para o sucesso da Cooxupé”, destaca Paulino.

Carlos Augusto assume a Cooxupé em um momento muito importante da sua história, com incontestável solidez financeira e admirável credibilidade nos mercados nacional e internacional. “Contando com o respeito e plena confiança dos meus companheiros de chapa, fui escolhido como o novo presidente para os próximos 4 anos, ao lado de Osvaldo Bachião Filho, que assume a vice-presidência. Trata-se de uma sucessão lúcida, pacífica e harmônica que traz tranquilidade e segurança ao cooperado e, sobretudo, ao mercado financeiro”, explica o presidente.

Ele explica que, em princípio, não haverá grandes mudanças – a não ser na forma personalíssima de comandar de cada um. “Em relação ao universo Cooxupé, tudo seguirá com tranquilidade. Temos notável saúde financeira e nossas estruturas estão aptas a ofertar total qualidade na prestação de serviços aos nossos cooperados. Estou na diretoria há 16 anos e, nesse período, a Cooxupé cresceu 895% em relação ao seu patrimônio líquido. Ou seja, tínhamos em 2002 tínhamos aproximadamente R$ 100 milhões em patrimônio e fechamos 2018 com R$ 1,1 bilhão. Desta forma, tendo em vista o momento econômico brasileiro e o cenário atual do café nos confere manter essa gestão que ora se mostra extremamente eficiente”, analisa.

Carlos Augusto sinaliza que haverá mudanças e muitas metas a serem alcançadas, sobretudo no que diz respeito aos mais de 14 mil cooperados. “Reitero meu compromisso com os pequenos produtores e com o cooperativismo. Nosso vice-presidente, Osvaldo Bachião Filho, estará a frente de um trabalho que visa a aproximação do cooperado da cooperativa, fidelizando-o e conferindo-lhe o sentimento de pertencimento da Cooxupé - que é de todos nós. Investiremos ainda mais em comunicação, ações locais, ouvidoria e tudo o que for necessário para essa aproximação e, o mais importante, que as vozes dos cooperados sejam devidamente ouvidas.  É um trabalho complexo mas que será de grande valia para o desenvolvimento de novos projetos e ações. Estabelecer um equilíbrio entre os anseios do cooperado e o que a cooperativa pode Oferecer. Essa nossa principal meta”.

Apesar de ser odontólogo por formação, Carlos é cafeicultor por vocação e cresceu entre os cafezais da fazenda do pai. Entrou para vida pública e foi prefeito de Cabo Verde. Depois, veio para a Cooxupé e trabalhou com os ex-presidentes Isaac Ribeiro Ferreira Leite e Carlos Alberto Paulino da Costa. “Me considero discípulo deles. Convivemos juntos pelos corredores desta cooperativa. Meu perfil foi formado pelo aprendizado que tive com esses presidentes, buscando neles o perfil do cooperativismo. É com esse aprendizado que permearei minha gestão para avançarmos ainda mais e com extremo vigor nesse mercado competitivo que é o da cafeicultura”.

Ele reitera que toda sua gestão será pautado pela extrema simplicidade e respeito. “A cooperativa pode ser a maior do mundo, mas nós devemos ser os maiores do mundo em simplicidade, respeito, trabalho e, sobretudo, gigantes na transparência. Essa é a equipe de trabalho que nossos cooperados terão: totalmente focada nestes valores. É desta equação que virá a sabedoria para conduzirmos essa cooperativa para o futuro. Assumo a missão de administrar essa Cooperativa com a imensa responsabilidade que o cargo requer. A transparência e a retidão de ações serão uma constante. Seguiremos à risca o Compliance aqui implantado e trabalharemos somente com profissionais que conosco compartilham destes princípios”.

Ele encerra destacando a excepcional gestão do cafeicultor – e grande líder - Carlos Alberto Paulino da Costa. “A Assembleia o aplaudiu de pé e é desta forma que eu também me refiro a ele nesse momento. Ele é merecedor de todos os agradecimentos e homenagens. Agora nossas funções se invertem. Assumo a função executiva e ele permanecerá conosco no Conselho de Administração, nos apoiando e aconselhando. Trata-se de um grande líder com um vasto conhecimento cooperativista. É de distinta honra e extrema importância para mim tê-lo neste Conselho participando das decisões colegiadas. Avançaremos ainda mais com essa cooperativa mundo afora, comprovando toda a competência dos nossos cooperados que cultivam o melhor café do mundo, porém, com a simplicidade e com o respeito de quem veio do campo”, finaliza.

INSTAGRAM

Curta esta página no Facebook

Poste no seu Twitter

© EDITORA MÍDIA LTDA | Av. Conde Ribeiro do Valle, 255 | 2º Andar | Sala 8

Telefone: (35) 3551-2040 | Cep 37800-000 |  Guaxupé | MG