Conteúdo para toda família

ANÁLISES LABORATORIAIS

Interferência dos fatores pré-analíticos nos exames laboratoriais

Os testes ou exames laboratorias são um importante instrumento de auxilio diagnóstico para complementar o raciocínio médico após minucioso exame físico e investigação  da história clínica do paciente frente a uma hipótese diagnóstica. Trabalhos reforçam que 65 a 70% das informações pertinentes às decisões médicas são derivadas dos exames laboratoriais, e é devido a este grau de confiabilidade que se faz necessário conduzir todas as etapas que envolvem a análise dos diversos matérias biológicos com o máximo de rigor técnico, garantindo a segurança do paciente e sendo uma ferramenta efetiva para o  médico assistente que o solicita, norteando uma conduta terapêutica com segurança.

As fases da análise laboratorial classicamente são divididas em:

 • Fase pré-analítica: teoricamente esta se inicia com a coleta do material para a realização do exame, porém, existe uma linha de pensamento que considera o momento em que o médico solicita o(s) exame(s) o início da fase pré-analítica;

 •  Fase analítica: corresponde à etapa de execução dos exames propriamente dita;

 • Fase pós-analítica: envolve os processos de validação e liberação dos laudos, que se encerra após o médico receber o resultado final, interpretá-lo e tomar sua decisão .

Todas as fases merecem rigor técnico, porém a que merece maior atenção por ser responsável por maior parte dos equívocos que podem interferir no resultados dos exames e pelo controle do laboratório ser limitado a estas condições é a fase pré-analítica. Segundo a literatura científica, estima-se que  cerca de 70% dos erros laboratoriais se concentram nesta fase podendo gerar resultados não consistentes com o quadro clínico do paciente.  Por essa razão vamos citar os principais fatores envolvidos nesta etapa.

 

Principais fatores pré-analíticos que

mais interferem nos resultados dos exames:

 

Variação cronobiológica: são alterações cuja concentração de determinada substancia se altera em relação ao tempo, podendo ser diária, mensal, anual etc. Exemplo: a concentração de ferro e cortisol são menores na parte da tarde.

Gênero: alguns exames variam de acordo com o sexo, hormônios por exemplo.

Faixa etária: devido a maturidade funcional dos órgãos e sistemas. É digno de nota que em idosos essa influência é maior, principalmente devido ao conteúdo hídrico, lipídico e massa muscular. Doenças subclínicas devem ser levadas em consideração na maturidade.

Jejum: já falamos sobre o assunto na edição anterior.

Dieta: indivíduos que possuem dieta rica em proteínas promovem níveis elevados de uréia e ácido úrico.

Álcool e fumo: o álcool com consumo esporádico na véspera da coleta do exame pode gerar in vitro (por reações químicas) alterações significativas e imediatas nos  níveis de glicose e triglicérides, diminuindo a concentração do primeiro e elevando o do segundo analito.

Atividade física: é transitório devido a mobilização de água que provoca, causando desequilíbrio entre os compartimentos do organismo. Recomenda-se que o paciente esteja em condições basais.

Gestação: neste período da vida da mulher existem mecanismos que mudam o nível das substancias no plasma sendo estes provenientes de diversos fatores fazendo com que a análise de qualquer substância deva ser interpretado com atenção.

Medicamento em uso: o uso de medicamentos deve ser relatado no laudo para evitar que alterações nos resultados dos exames provocados por determinado medicamento interfiram no raciocínio do médico assistente. O uso de corticoide aumenta a concentração de glicose e o uso de estatinas os níveis de CPK, por exemplo.

Concluindo, embora essas variáveis não sejam  controladas pelo laboratório é possível minimiza-las por meio da orientação do paciente realizada pelo laboratório e médico solicitante. Vale considerar que no dia anterior o cliente/paciente vá ao laboratório de sua escolha e recolhas as orientações pertinentes ou utilize dos canais de comunicação do serviço utilizado. É digno de nota que o paciente mantenha seu ritmo e estilo de vida normal para que, os exames  sejam  uma ferramenta consistente no auxilio diagnóstico e raciocino médico.

Dr.Carlos Cézar Camilo

Farmacêutico Bioquímico

Mestre em Ciências Aplicadas a Pediatria pela Universidade Federal de São Paulo

Dr. Tiago Donizetti Silva

Biólogo, Especialista em Patologia Clínica pela Universidade Federal de São Paulo; Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Federal de São Paulo;

Doutor em Medicina Translacional pela Universidade Federal de São Paulo

 

 

LABORATÓRIO  BIOMED

Rua Capitão Erasmo de Barros, 238

Telefone: (35) 3551-2093

www.biomed.uniexames.com.br

Guaxupé MG

INSTAGRAM

Curta esta página no Facebook

Poste no seu Twitter

© EDITORA MÍDIA LTDA | Av. Conde Ribeiro do Valle, 255 | 2º Andar | Sala 8

Telefone: (35) 3551-2040 | Cep 37800-000 |  Guaxupé | MG