Conteúdo para toda família

FARMÁCIA E COSMETOLOGIA

Os amigos

chamados Lactobacilos!

 

Bactérias dentro do nosso corpo nem sempre são sinal de doença. Muito pelo contrário: cada milímetro quadrado de um intestino saudável deve ter cerca de 10 bilhões de micro-organismos vivendo nele para funcionar corretamente. Essa é a chamada flora intestinal, que, em muitos casos, têm seu número reduzido, seja por alguma enfermidade, seja pelo uso de antibióticos. Isso não apenas dificulta a digestão, como torna o aparelho digestivo vulnerável ao ataque de micro-organismos nocivos. É aí que entram os tais lactobacilos, para ajudar a combater essa carência da flora intestinal.

As bactérias do gênero lactobacillus não são as mais numerosas, mas têm uma grande vantagem: podem ser ingeridas e ainda chegar vivas ao intestino, atravessando sem problemas o estômago, ambiente ácido onde a maioria dos micro-organismos não sobrevive

Uma vez no intestino, esses seres se reproduzem com grande rapidez e ainda criam um ambiente propício para que outras bactérias benignas possam se estabelecer ali. Como se não bastasse, eles produzem um muco que protege as vilosidades (pequenas dobraduras) intestinais e também sintetizam parte das vitaminas do complexo B de que necessitamos. Os lactobacilos podem ser encontrados no leite que acabou de sair da vaca, mas não estão presentes no leite pasteurizado que encontramos à venda. Os produtos comercializados que contêm lactobacilos vivos são o iogurte e os chamados probióticos: alimentos especialmente destinados a ajudar nosso sistema digestivo pela introdução de microorganismos.

A vantagem dos probióticos é que eles usam organismos geneticamente selecionados, que comprovadamente chegam vivos ao intestino em quase 100%, enquanto os lactobacilos do iogurte sobrevivem em escala bem menor.

 

Suplementação probiótica

em idosos melhora o IMC, a cognição e saúde intestinal

 

 O comprometimento cognitivo é um problema comum enfrentado por idosos e é associado com o envelhecimento e demência. Além disso, a constipação aumenta com a idade e afeta negativamente a qualidade de vida. Os probióticos são microrganismos vivos que demonstraram exercer benefícios à saúde do hospedeiro quando consumidos em quantidades adequadas.

 

Exercício Físico

 

Diversos estudos têm demonstrado que o exercício físico exerce efeitos benéficos em termos de fortalecimento, prevenção de doenças e melhoria na qualidade de vida. Além disso, existem evidências que apoiam o conceito que a composição microbiota é modulada pelo exercício físico.

Assim, idosos saudáveis, a suplementação probiótica  combinada com treinamento moderado e assistido pode melhorar a condição mental, peso corporal e frequência do movimento intestinal. Consulte seu médico!

 

Dra. Rita

Queiroz Sabbag

Formada em Farmácia Bioquímica, pós-graduada em Cosmetologia, Homeopatia e Manipulação.

Possui MBA Nacional e Internacional  em Cosmetologia.

INSTAGRAM

Curta esta página no Facebook

Poste no seu Twitter

© EDITORA MÍDIA LTDA | Av. Conde Ribeiro do Valle, 255 | 2º Andar | Sala 8

Telefone: (35) 3551-2040 | Cep 37800-000 |  Guaxupé | MG