Conteúdo para toda família

A ESTRELA BRILHA

A estilista juruaiense Ediléia Oliveira completa 40 anos de vida, sendo 15 deles dedicados a criação de lingeries e à alta costura, conquistando a preferência de empresas e das inúmeras clientes

Criar, recriar e sempre inovar. Em meio a croquis, moldes, tecidos, aviamentos e máquinas de costuras, a estilista Ediléia Aparecida de Oliveira e Silva, vem escrevendo sua história no segmento moda na região.

Natural de Juruaia, a capital mineira da lingeire, Ediléia acaba de completar 40 anos, sendo 15 deles dedicados exclusivamente a produção de moda. A estilista e modelista é graduada em Design de Moda, pela Unicesumar, e atualmente comanda o badalado  Ateliê Ediléia Oliveira. Acabou de chegar de Paris, onde esteve em busca de atualização. “Gosto de descobrir novos horizontes. A Europa é o berço da moda mundial e é lá que tudo acontece. É minha inspiração, principalmente Paris. Gosto de pesquisar e conhecer novas tendências. Comecei em Juruaia mas hoje já alcancei outros horizontes. Eu acredito que eu nasci para isso. Para desenhar e reinventar. Desde a infância, sempre amei desenhar e colorir todos os tipos de desenhos. Meu caderno de redação era todo colorido e cheio de gravuras. Sempre dizia que quando eu crescesse, queria ser desenhista”, diz a estilista.

Ela conta que guarda na memória sua paixão em fazer roupas para suas bonecas. ”Eu me trancava no quarto onde tinha uma máquina de costura, escondida da minha mãe, e tentava costurar. Nunca consegui, lógico, pois era muito pequena, mas eu costurava à mão. Recordo que eu queria colocar zíperes e botões, mas não conseguia! Então, eu replicava as roupas, minha mãe cortava uma e, através desta, eu cortava outras e outras, sempre modificando alguma coisa nas peças. Me lembro direitinho quando pedi para minha tia cortar um blazer para minha boneca. Insisti demais e ela não escapou de mim! Cortou o blazer e depois deste, eu fiz vários outros”, recorda com emoção a estilista.

Aos  21 anos, Ediléia decidiu pela profissão de estilista, depois de tentar cursar Direito. “Durante o período de cursinho para o vestibular, lendo sobre um edital de concurso, percebi que eu não tinha nada a ver com o Direito. Já tinha feito cursos de corte e costura e conhecia um pouco do segmento. Meu primeiro curso de corte e costura em roupas foi aos 17 anos e por insistência do meu pai. Nesta época, eu trabalhava como doméstica, mas sempre costurava. Eu tinha empregos fixos, mas à noite e nos finais de semana eu costurava para mim, para as minhas amigas e já tinha muitos pedidos! Na verdade, eu costuro há 23 anos e há 19 eu intensifiquei todas minhas energias para o mundo da moda”, recorda.

Buscando profissionalização, a modelista fez cursos e o primeiro foi em Guaxupé, no IOLI. “Foi com a D. Bárbara Ricciardi. Depois fui morar em Franca, na tentativa de cursar Direito. Lá eu trabalhava em uma indústria  de roupas. Minha atuação era  no setor de corte das roupas. Algum tempo depois trabalhei junto com a modelista, foi quando descobri minha verdadeira paixão: modelar, dar forma, ver um desenho e reproduzir!”.

No ano seguinte, ela resolveu voltar para Juruaia. “As confecções de lingerie já estavam em andamento. Trabalhei em algumas e, ao mesmo tempo, fazendo cursos em Campinas e São Paulo, como Desenho de Moda, Modelagem Industrial em roupas, Modelagem de lingerie e Fitness. Desde então, não parei mais”.

Ediléia atuou nas fábricas até 2008 e, no ano seguinte, apostou em seu próprio Ateliê. Trabalha com dois segmentos: lingerie e alta costura, ou seja, criação de coleção de lingerie, modelagem e pilotagem, além e dos vestidos de festas, blazeres masculinos e alfaiataria. Também cria looks descolados para o dia a dia e noite.

O primeiro croqui criado pela estilista foi de um modelo de roupa, quando ela tinha 17 anos. “Eu olhava nas revistas e ficava tentando reproduzir aquele caimento das peças. Meus primeiros croquis foram técnicos, aliás são os que mais eu uso no meu dia a dia de trabalho. Sempre gostei muito de ver a coisa acontecer, fazer o desenho da roupa, partir da modelagem e montagem. Minha recompensa é ver a roupa pronta!”.

A primeira coleção de lingerie criada por Ediléia foi em 2004 e, desde então, não mais parou. “Penso que já fiz mais ou menos quase 2 mil moldes de lingerie”.  Na alta costura, o primeiro vestido criado foi para ela mesma usar.  “Ficou lindo! Eu nem acreditava que tinha ficado tão perfeito! Era um vestido longo, cheio de nesgas a partir da cintura para dar bastante movimento na barra, todo forrado, sem mangas e com decote V. A cor? Nude”.

Os modelos mais confeccionados são vestidos longos, de festas, sempre com muito tecido bordado e reaplicado à mão. Os casacos de inverno, os trench Coats, sempre forrados, super quentes, com recortes que deixam a peça super fina e charmosa, também são muito procurados.

Mas a predileção da estilistas é mesmo os vestidos para festas. “As peças que mais amamos fazer no segmento das roupas são os vestidos de festa  e as peças de  alfaiataria, um blazer, uma calça de alfaiataria. São minhas peças prediletas! Já no segmento de lingerie, gosto das peças super elaboradas, com muitos recortes e misturas de tecidos!”, finalizou.

 

CONSULTORIA

 

Ateliê Ediléia Oliveira

Rua Dr. Aldérico Pinto de Aguiar, 376

Telefone: (35) 99145-4747

 

Instagram:

@atelieedileiaoliveira

Facebook: Ateliê Ediléia Oliveira

INSTAGRAM

Curta esta página no Facebook

Poste no seu Twitter

© EDITORA MÍDIA LTDA | Av. Conde Ribeiro do Valle, 255 | 2º Andar | Sala 8

Telefone: (35) 3551-2040 | Cep 37800-000 |  Guaxupé | MG