Conteúdo para toda família

O ADEUS AO DESEMBARGADOR

PAULO BALBINO

Faleceu no dia 26 de junho, em Belo Horzonte, o guaxupeano Paulo de Carvalho Balbino, primogênito do casal Nicolau Balbino Filho - que por 53 anos foi oficial do Cartório do Registro de Imóveis e de Títulos e Documentos, da Comarca de Guaxupé, - e de Basília Amélia Marinho de Carvalho Balbino.  Paulo foi o terceiro desembargador da história de Guaxupé e sua carreira foi pautada pela simplicidade, extrema cultura e sensibilidade.

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) comunicou o falecimento do desembargador Paulo de Carvalho Balbino em sua página oficial e foi decretado luto oficial de três dias no Poder Judiciário do Estado de Minas Gerais. O velório foi realizado no Salão do Plenário do TJMG, sendo trasladado para o Cemitério Parque Renascer, onde foi cremado.

O presidente do TJMG, desembargador Nelson Missias de Morais, lamentou a morte do desembargador Paulo Balbino, afirmando que ele era "acima de tudo, um ser humano de grande sensibilidade e de enorme cultura, não apenas jurídica". Segundo  O desembargador , a passagem do desembargador Paulo Balbino pelo Tribunal foi marcada "por uma dedicação exemplar e pelo comportamento firme e sempre afável, o que o tornou uma unanimidade entre os magistrados e servidores.

O superintendente administrativo adjunto do TJMG, desembargador Gilson Soares Lemes, disse que os amigos, familiares e companheiros de luta do desembargador Paulo Balbino "amanheceram com um nó na garganta, entristecidos pelo falecimento deste verdadeiro guerreiro, que lutou bravamente contra um mal que, infelizmente, acabou por tirá-lo de nosso convívio".

Para o desembargador, Paulo Balbino "é um exemplo de vida e um exemplo de profissional, tendo trabalhado arduamente até o dia de sua aposentadoria, mesmo sem condições ideais para tal". O desembargador Lemes lembrou que trabalhou ao lado de Paulo Balbino por três anos, na 8ª Câmara Cível, e que ele desempenhava suas funções "com muita competência, dedicação e zelo pelos processos".

O prefeito de Guaxupé, Jarbas Corrêa decretou luto oficial de três dias na cidade. “O falecimento do Dr. Paulo Balbino foi recebido por todos nós com profunda tristeza. Perdemos um grande filho de Guaxupé e que certamente muito contribuiu para a Justiça brasileira, por meio de inúmeros e inestimáveis serviços prestados à magistratura e à sociedade. Motivos estes que decretei luto oficial por três dias no Município, através do Decreto nº 2.105 de 26 de junho de 2019. À sua família, através sua mãe, senhora Basília, deixo os meus sinceros sentimentos de pesar”, manifestou.

 

Trajetória

 

Paulo de Carvalho Balbino foi promovido a desembargador em 19 de setembro de 2013. Na magistratura, foi juiz nas comarcas de Sabará, Contagem, Janaúba, São João del-Rei e Belo Horizonte. Ele já estava aposentado.

Era graduado em Direito pela USP e mestre em Direito Empresarial pela UFMG. Foi advogado na área de direito imobiliário e atuou como oficial substituto do Registro de Imóveis, Títulos e Documentos e Pessoas Jurídicas da Comarca de Guaxupé. Possuía extensão em língua e literatura francesa, pela Alliance Française au Brésil; língua e literatura italiana, pelo Instituto Cultural Italiano e língua e literatura inglesa pelo Maur Hill Prep School (Kansas/USA) e pelo Anglo World Education (Cambridge/Inglaterra).

Foi coautor dos “Comentários à Nova Lei de Falência e Recuperação de Empresas” e de diversos artigos na área do direito falimentar e recuperação de empresas.

 O desembargador Paulo de Carvalho Balbino foi também co-autor do Enunciado 54, aprovado na 1ª Jornada de Direito Comercial realizada pelo Superior Tribunal de Justiça em outubro de 2012.

Durante solenidade de sua posse, em 2013, Paulo prestou homenagem à memória do desembargador José Norberto Vaz de Mello, ex-presidente do TJMG, seu grande amigo e incentivador. Bastante prestigiada, a solenidade foi acompanhada pelos integrantes do Tribunal Pleno, ex-desembargadores, advogados e servidores. além de familiares do empossado. O desembargador Herculano Rodrigues elogiou a trajetória do magistrado marcada por muito trabalho e dedicação ao Poder Judiciário. O ex-presidente do TJMG pontuou que a promoção para o cargo de desembargador só veio coroar a carreira do desembargador Paulo de Carvalho que assumiu novos e grandes desafios como integrante da Segunda Instância. “Todo êxito é sinal de esforço, superação e entusiasmo. Representa ainda um motivo de gratidão a todas as pessoas que contribuíram para que as conquistas se tornassem possíveis”, disse à época.

Querido em sua cidade natal, sempre que podia visitava a mãe e os amigos que aqui residem. Sua última visita a Guaxupé foi no último  dia 20 de abril. O magistrado deixa a esposa Paula e os filhos Théo e Dante, além dos irmãos Marcos Balbino, oficial do Cartório do Registro de Imóveis e de Títulos e Documentos, da Comarca de Extrema - MG, Moema Balbino Moema de Carvalho Balbino Lucas, juíza da 1ª Unidade Jurisdicional Cível do Juizado Especial de Belo Horizonte, cunhados e sobrinhos.

Paulo sempre foi um entusiasta da Revista Mídia, assim como seu pai, que a esta publicação sempre dispensavam congratulações pelo trabalho jornalístico desenvolvido na cidade.

“Homem de cultura e brilhante defensor da justa justiça, deixa um legado intangível  no TJMG e um rasto de saudade em todos quantos tiveram o privilégio de partilhar a sua afabilidade de trato e reconhecer o seu empenhamento profundo na defesa das causas em que acreditava. À família, externamos nossas condolências”, afirma Ricardo Dias, editor desta Revista Mídia.

INSTAGRAM

Curta esta página no Facebook

Poste no seu Twitter

© EDITORA MÍDIA LTDA | Av. Conde Ribeiro do Valle, 255 | 2º Andar | Sala 8

Telefone: (35) 3551-2040 | Cep 37800-000 |  Guaxupé | MG