Conteúdo para toda família

Minhas Memórias WALTER FRANCISCHETTI

Meu pai, Ângelo Francischetti, era natural de Casa Branca e minha mãe, Antônia, de Málaga, na Espanha. Vieram para Guaxupé e tiveram 5 filhos. Além de mim, Eulália (já falecida), Hélio (já falecido), Neide e Maria José. Todos nasceram aqui mesmo, na rua Aparecida onde moro hoje, onde era a “casa velha”. Foi também aqui que meu pai tinha o que chamamos com muito carinho de “Boteco”. Eram dois cômodos. Em um meu pai tinha a Confeitaria União e no outro meu tio Vicente tinha a sua barbearia.

 

Nossa infância foi vivida nessa famosa rua de Guaxupé. A rua Aparecida era uma única família. Ninguém trancava as portas. Todos visitavam todos. A rua era de terra e brincávamos de triângulo, bolinhas na toca e peão. Fiz o primário na Escola Barão de Guaxupé, lá pelos anos de 1945. A diretora era a querida Iolanda Conti Bertoni e a professora Nilva Pinto foi quem me ensinou o “bê-á-bá”. Em 1950 fui para a Academia de Comércio Guaxupé concluir meus estudos. Eram mais de mil alunos e lembro-me com saudades dos desfiles de 7 de setembro. Eram lindos.

 

Minha mãe era boa cozinheira. Ela ajudava meu pai na confeitaria. Mas meu pai veio a falecer e Hélio, como irmão mais velho e maior de idade na época, assumiu a missão de ser o arrimo da família. Ele trabalhava no Banco Hipotecário e eu a Loja Nova. Dividíamos o tempo entre o trabalho e o boteco. Em 1957, o Pachá deu a ideia de colocarmos uma sorveteira no boteco. O querido Jaime Gerônimo incentivou e assim foi feito. Foi quando os irmãos se juntaram para fundar  o saudoso Francischetti Lanches. Tiramos as paredes que separavam a barbearia e o boteco, fizemos um balcão curvo  e começamos a receber os clientes. Naquela época, por volta de 1960, as mulheres não tinham o hábito de frequentar bares a noite. Mas no Francischetti foi diferente. As moças começaram a frequentar e tornou-se um sucesso na cidade. Um trabalho muito bonito e de muita união de todos os meus irmãos.

 

Em 1964, na revolução, mudamos para a rua João Pessoa, para reformamos esse prédio. Foi um sucesso e o restaurante lotava todos os dias. Após a sessão do Cine São Carlos, desciam para o Francischetti Lanches. Ficamos lá por longos 14 anos lá. Com o novo prédio construído na Rua Aparecida, veio a ideia de inaugurar um novo bar voltado para as famílias. Criamos então o Jardim de Inverno. Mas não deu certo e voltamos com a estrutura do Francischetti Lanches da rua João Pessoa para cá. Não tem como esquecer do nosso cardápio, desde as pizzas brotinhos, o Camafeu do Hélio, o doce de Cimento Armado – feito a partir de amendoim e açúcar. A coxinha de frango também é inesquecível – que vinha com um osso de galinha na extremidade. Era ideia da minha mãe. Nosso cardápio não era grande mais tudo feito com muito carinho. Mas vou contar um segredo: eu e o Hélio não sabíamos fazer nada (risos)! Quando minha irmã Eulália faleceu, eu e o Hélio nos tornamos ajudantes oficiais da minha mãe na cozinha. Foi quando aprendemos um pouco da arte dela. Ainda temos as receitas mas ninguém conseguiu fazer igual.

 

Em 2001, perdemos o Hélio. Eu e minha irmã Zezé resolvemos encerrar as atividades. Não tínhamos condições de seguir sozinhos. Hélio era arrojado e sempre olhava para frente. Fizemos muitas coisas juntos e tornou-se complicado seguir sem ele. Infelizmente, o Francischetti fechou suas portas. Hoje estou casado com a Lala, minha companheira. Namorados na juventude. Ela foi embora mas voltou para Guaxupé e há mais de 15 anos estamos dividindo alegrias, saudades e emoções um com o outro.

 

A vida me ensina que devemos viver cada dia com muita alegria pois assim o tempo passa mais rápido. Que temos que ter um pouco de calma e fazer sempre o bem sem. Me ensina que devo preservar meus amigos para jamais perdê-los. Se eu pudesse voltar, voltaria na década de 60. Sou muito grato a minha cidade, Guaxupé. Essa cidade é tudo na minha vida. Não tem terra melhor que essa. É abençoada por Deus. Resumo toda a história da minha família Francischetti em uma palavra: saudade!

INSTAGRAM

Curta esta página no Facebook

Poste no seu Twitter

© EDITORA MÍDIA LTDA | Av. Conde Ribeiro do Valle, 255 | 2º Andar | Sala 8

Telefone: (35) 3551-2040 | Cep 37800-000 |  Guaxupé | MG