Conteúdo para toda família

por onde

você anda?

Meíta Bardi, colunista

meitabardi@yahoo.com.br

MARIA MARTA CAMILO

Sou Maria Marta Camilo, nascida Gomes David. De Guaranésia, 67 anos, muitíssimo bem vividos. Sou filha da D. Rosinha, irmã da Sônia Gonçalves, a quem admiro muitíssimo, e tia da Gláucia. Não vou falar de todos, porque são muitos sobrinhos... Família grande!

Mudei para Guaxupé em 1960 e fui estudar no 2º ano no Grupo Barão. Minha professora foi a D. Maria Eulália Gurgel Pinto, a quem admiro muito e a mesma admiração sempre tive pela D. Maria Antonia Couto.  Verdadeiras educadoras.

Estudei no CIC – Colégio Imaculada Conceição. Ali vivi bons e felizes momentos, dos quais sinto saudades.  Muitas saudades também  da Sóror Inês e Madre Luíza. Saí do Colégio para terminar o magistério no Ginásio Estadual. Fui cursar Ciências Biológicas, Licenciatura Curta, na FAFIG  e a Licenciatura Plena, cursei em Jundiaí,  nas Faculdades Padre Anchieta.

Minha infância, adolescência e início da idade adulta foram vividos na Rua da “Porteira” . Ali se juntava a meninada para o jogo de queimada, pique e  “guerra de mamonas". Isto sim foi infância  feliz! Vinham meninas de outras ruas, como as irmãs Maria Betânia e Maria Bernadete Simone Camargo que se juntavam às amigas Ivânia Cerdeira, Mariza Durante, Fátima e Vera Souza.  Era uma algazarra! Vinham a Taninha e a Marcinha Nehemy, que se uniam  a nós.  Todos os dias íamos para o colégio juntas. Era como se todas fôssemos da mesma família.

Tive vizinhas maravilhosas, como a Francisca Silveira, Idê e Telma Betônico, Isabel Russo e a Graciane Simone! Senti muito a perda dela. Depois,  já na fase adolescente, a Ester Jorge e a Darci Celani eram as amigas mais chegadas.

Aqui as lembranças são muitas - grandes paixões, amores, namoro escondido de umas e outras, e claro, eu também estava nessa! Idas ao cinema, tardes de domingo da jovem guarda, bailinhos na UGES, baile das orquídeas e de ano novo, vestidos longos lindos - um para cada ocasião.  Éramos muito chiques e elegantes. E as maquiagens então? Nossa! Quanta recordação, meu Deus!  Tudo isto me veio  na memória, transbordou meu coração de emoção! Vêm as lágrimas  e não as sinto salgadas pela doce recordação! Companheiras de footing, de colégio!

Amigas, estas trago no peito!  Grandes amigas, umas poucas.  Entre elas, Diná e Anete Mauer.  Já choramos juntas, mas rimos muito mais do que choramos. Nunca parei muito em nenhuma turma. Hora  aqui,  hora  acolá. Passei por muita gente e se for nominar todas, teremos uma edição da revista só para isto.

Do colégio? Muito mais recordações ainda! Trago na lembrança, sem exceção, todas as colegas, algumas ainda em contato como Eliana Sabbag, Meíta, Ângela Sayeg e Regina Cruvinel.  Do pessoal do Colégio,  sempre dou risadas sozinha me lembrando da Maria da limpeza - judiei muito dela - que maldade!  A Maria Marta sempre foi muito arteira. Folia de Colégio que a gente nunca mais esquece, Meíta! A Madre Cacilda - esta então, acho que morria de ódio de mim! Quantas vezes eu a tranquei na secretaria e colocava a chave para o lado de fora.  Quando a turma do CIC se reúne, sempre as minhas histórias são as mais “tenebrosas”. Ao escrever, estou rindo de soluçar! Sim, eu era um “capeta”. Mas pode crer, tudo era amor! E não havia maldade ou planejamento. Era no impulso!  Sempre me recordo com carinho da Nidinha e agora da Silvinha Elias. Grandes perdas!

Em 1975, aos 23 anos, fui para São Paulo.  Trabalhei no SERPRO, dentro da Caixa Econômica Federal. Passei pelo Grupo Silvio Santos, na área de financiamento de automóveis. Em 1977, casei-me com Danilo. Temos 2 filhos: Maria Angélica que  me deu três lindos netos.  Dentista por formação, hoje ela cuida dos filhotes de 13, 10 e 2 anos e meio .

Carlos Neto é médico patologista e tem uma filha super doce. Minha japinha amada, de um ano e meio.

Moramos em Jundiaí há 33 anos,  intercalados por seis anos vividos na Espanha. Enquanto vivi na Europa, visitei muitos países. Fiz muito amigos. Fazer amizade é comigo mesmo!

Desde 1970, fiquei íntima dos Pincéis. Desde os tempos do Colégio desenhava muito bem. Já tinha talento para as artes. Durante as aulas, ficava desenhando, desenhando e as freiras ficavam muito bravas comigo. Desenhava a gente em sala de aula. Iniciei em tela sobre óleo com a queridíssima Arlete  de Simone.

Em 2013, passei a pintar cerâmica, iniciando em faiança e hoje somente baixo esmalte.  Tenho um ateliê na minha casa onde trabalho nas minhas peças e também dou aulas. Sempre tive sucesso com tela e agora em cerâmica. Tenho quadros e peças na Espanha, Alemanha e Finlândia. Participo de muitos workshops e tenho uma gama enorme de amigos ceramistas com os quais troco ideias e conhecimentos. Uma vez ao ano reciclo meus conhecimentos tanto culturais quanto práticos, fazendo cursos intensivos no exterior.

Em 2017, fui a Florença, Scuola d'Arte Ceramica Romano Ranieri Deruta  para técnicas italianas. Em 2018, fui a Portugal, escola CREAZUL para iniciação em azulejaria portuguesa e uso de tintas especiais e depois fui para Madri, para Mocha, Corda Seca. Este ano de 2019, em novembro, estarei em Santiago do Chile para mais novas técnicas. Projeto para 2020:  EUA  para estudo em técnica “Mackenzie Childs”.

Realizei todos os meus sonhos. Casei com um homem maravilhoso, que teve sucesso em tudo o que fez na vida, inclusive casar comigo (risos). Tive filhos maravilhosos e bem sucedidos, netos lindos! O que mais poderia eu querer, que saí lá de Guaranésia, filha de uma família desfeita,  cidade pequenina, aliás, que amo muito. Tenho tudo o  que pedi a Deus!

Sou uma pessoa despojada, de bem com a vida, adoro viajar, gosto de  tomar um bom vinho, que é o que estou fazendo enquanto escrevo  a minha história. Curto a família, as amigas e a vida.

Aos leitores da Revista Mídia deixo minha mensagem: busque dentro de si tudo de maravilhoso que você tem guardado que  foi dado por Deus.  Seja bom para você mesmo e para os outros. A vida é bela!

 

INSTAGRAM

Curta esta página no Facebook

Poste no seu Twitter

© EDITORA MÍDIA LTDA | Av. Conde Ribeiro do Valle, 255 | 2º Andar | Sala 8

Telefone: (35) 3551-2040 | Cep 37800-000 |  Guaxupé | MG