Conteúdo para toda família

por onde

você anda?

Meíta Bardi, colunista

meitabardi@yahoo.com.br

GABRIELA BUFONI

 

Sou a Gabriela Barbosa Bufoni,  tenho 24 anos, nasci em Guaxupé, MG, e hoje moro em São Paulo. Filha de José Carlos Vieira Bufoni e Hilda Barbosa Bufoni. Tenho dois irmãos: Daniela e Daniel.

Desde pequena, sempre fui muito sonhadora e acreditava um dia ser reconhecida pelo meu esforço. Morava na Rua Jeremias Zerbini, no bairro Taboão e minha mãe vendia marmitex. Sempre fui muito arteira e minha mãe não sabia se trabalhava ou ficava atenta às minhas artes.

Minha irmã e meu irmão eram mais velhos, aproximadamente 12 anos de diferença, então eu adorava ir para casa da minha avó – Terezinha Vieira Bufoni e ficar com ela. Lá ela também cozinhava muito!  Então, vocês já podem imaginar:  era comida toda a hora!

O tempo foi passando e eu adorava ficar na casa da minha avó.  Minhas amigas iam pra lá e era uma delícia! Nessa época, eu estudava na escola infantil  Pingo de Gente.

Na casa da minha avó morava o meu tio – Tonho Bufoni – e eu adorava ajudá-los  na preparação dos eventos do Tonho Bufoni  Buffet.  Um toco de gente, curiosa, espevitada que não largava da Vó Terezinha nem do Tio Tonho. Nunca vou me esquecer das festas para as minhas bonecas que minha avó fazia.  Que delícia! Eu reunia todas as amigas e ficávamos a tarde toda brincando.

Na primeira série,  fui para o Delfim Moreira. A escola ficava em frente ao trabalho do meu tio Tonho – TELEMIG – e eu adorava ele me buscar na escola.

Os anos foram passando e a minha ligação com meu tio foi aumentando. Minha mãe não ficava brava, mas eu já estava praticamente morando na casa da minha avó Terezinha com ela e meus tios Luiz Henrique e o Tonho.

Eu e meu tio éramos melhores amigos! Ele me ajudava em tudo e eu o ajudava muito também. Algum tempo depois, minha avó  faleceu.  Foi uma morte muito triste para todos nós. Dois anos depois, foi o meu tio, Luiz Henrique, que faleceu e meu tio Tonho ficou sozinho. Sempre fui muito apegada a ele e, nesta hora, mais do que nunca, vi que tinha de estar ao seu lado.

Nesta época, eu estudava no Colégio Objetivo e lá terminei o 2º grau.

Aos 18 anos resolvi fazer faculdade fora de Guaxupé e parti para Poços de Caldas, por ser mais próximo. Fui cursar Publicidade e Propaganda na PUC MINAS. A identificação com o curso foi imediata e logo consegui um estágio na área. Eu me esforçava muito e logo fui reconhecida.  Promoveram-me para um CLT,  o que foi muito bom, pois me ajudava nas despesas “bancadas” pelo meu tio.

Fiquei dois anos morando em Poços de Caldas e já estava na metade do curso quando, do nada,  decidi que queria mudar os ares da minha vida!  Liguei para o meu tio e falei: quero me mudar para São Paulo!  Ele  se assustou muito, mas para minha surpresa, me apoiou e confiou no meu potencial - como sempre fez.

Transferência da faculdade feita, era hora de  organizar a mudança. Quando cheguei em SP, duas grandes amigas, Mari e  Jéssica, ajudaram-me muito. Sem elas eu não teria conseguido me “encaixar” na “selva de pedras”. Realmente foi assustador enfrentar tanta coisa nova: o tamanho da cidade, a locomoção, uma vida totalmente diferente da que eu estava acostumada.

Era preciso sair da zona de conforto e assumir todos os desafios que aparecessem. Assim eu fiz e em pouco tempo São Paulo deixou de ser um bicho de sete cabeças.  Logo me senti uma verdadeira paulistana! Acabei o meu curso na FMU e hoje sou formada em Publicidade e Propaganda.

Pelo que contei, vocês devem estar pensando: ou ela atua na área dela, ou é cozinheira (por causa da mãe e da avó que cozinhavam profissionalmente) ou promove eventos por causa do tio. Nenhuma das opções! Tive uma grande oportunidade que mudou completamente a minha vida - em todos os sentidos.

A minha primeira entrevista de emprego em São Paulo foi na LOPES,  uma das maiores imobiliárias da América Latina. Eu não entendi nada  de imóveis, mas precisava trabalhar e resolvi me arriscar. Admitida na LOPES, fui fazer parte da equipe do Ilson, mais conhecido por Cabrera, no ramo imobiliário.

A equipe de vendas era enorme  e logo consegui me destacar. Nada fácil num ramo tão competitivo! Mas eu tinha uma grande determinação para vencer! Meses depois, fui promovida e tinha que vencer mais um desafio: liderar uma equipe! Fui em frente - é o meu jeito de ser!

Já se passaram três anos! Continuo na Lopes e o Cabrera tornou-se mais que o chefe: estamos noivos! É um grande companheiro e, juntos, enfrentamos as batalhas do dia a dia.

Guaxupé será sempre a minha cidade do coração, a minha raiz. Toda a minha família está ali, os amigos de infância, as boas e belas recordações... mas São Paulo me proporcionou  coisas muito boas. Sinto-me realizada com as minhas conquistas!

Quero deixar um recado para vocês que pensam em morar fora e sair da “aba” dos pais: vão, arrisquem, vale muito a pena! Cada momento passado sozinho, em qualquer lugar, será um aprendizado de vida. Um grande abraço para todos os meus queridos amigos de Guaxupé.

 

 

INSTAGRAM

Curta esta página no Facebook

Poste no seu Twitter

© EDITORA MÍDIA LTDA | Av. Conde Ribeiro do Valle, 255 | 2º Andar | Sala 8

Telefone: (35) 3551-2040 | Cep 37800-000 |  Guaxupé | MG